Novidades


27.06.2017

Congelamento de óvulos: quando é indicado?

Parece que congelar os óvulos está na moda. Afinal, se é possível adiar a maternidade enquanto você procura o marido ideal ou se dedica à carreira, por que não? Na teoria, até pode parecer uma decisão simples, mas é preciso saber que não é bem assim. Há risco na retirada dos óvulos (sim, é uma cirurgia), além da possibilidade de a fertilização dar errado. O procedimento ainda é novo, tem menos de vinte anos, e aqui no Brasil o primeiro bebê nasceu apenas em 2002. Para ajudar você a entender tudo isso, explicamos como é feito e para quem é indicado o congelamento dos óvulos.

ler mais
07.06.2017

O que fazer para aumentar a produção de leite?

Praticamente todas as mães recentes passam por algum período em que questionam se estão produzindo leite suficiente para seus bebês.  Isso acontece principalmente no comecinho, quando ela e o bebê estão se adaptando ao processo do aleitamento.    Se você não estiver produzindo leite para dar conta da demanda do bebê, tente as seguintes técnicas:   Deixe o bebê mamar sempre que ele quiser, e por quanto tempo ele quiser. Ofereça os dois seios a cada mamada. Evite ao máximo o uso de chupeta, para que ele passe bastante tempo sugando e estimulando o seio. Não complemente a amamentação com fórmulas de leite, a não ser em (...)

ler mais
01.06.2017

Descolamento de placenta: entenda o que é e quais são os riscos

Recentemente, Eliana comunicou que está de repouso absoluto por causa do problema. Na última segunda-feira, 22, a apresentadora Eliana, que está grávida de cinco meses do segundo filho, contou que teve descolamento de placenta. “Por conta de um desses acontecimentos que não podemos controlar, apenas aceitar, estou em repouso por ordens médicas. Farei de tudo para que ela cresça e se desenvolva da melhor maneira possível aqui dentro. Preciso salvar minha filha de um parto muito prematuro”, escreveu a artista.   Para esclarecer as dúvidas das futuras mães sobre a questão, conversamos com Luiz Fernando Leite, (...)

ler mais
19.05.2017

Fertilitat participa da entrega de toldos em abrigos da FASC

Especialista em gerar vidas a partir da reprodução assistida, o Fertilitat também se dedica a apoiar iniciativas de desenvolvimento da comunidade local, especialmente no cuidado com as crianças em vulnerabilidade. Na tarde desta quinta-feira, a diretora Mariangela Badalotti e o presidente da Fasc, Solimar Amaro, participaram da entrega dos novos toldos dos Abrigos Residenciais Sabiá 7 e 8, que acolhem crianças e adolescentes em situação de risco. O investimento foi viabilizado pela doação do (...)

ler mais
15.05.2017

Urologista do Fertilitat apresenta pesquisa em Boston

O urologista Claudio Telöken esteve em Boston (EUA), no último sábado (13/05), para o Annual Meeting American Urology. Na ocasião, apresentou a pesquisa "Impacto da qualidade seminal na taxa de aneuploidia embrionária", realizada no Fertilitat - Centro de Medicina Reprodutiva.

ler mais
09.05.2017

Especialistas em reprodução assistida são certificados pela Federação de Ginecologia e Obstetrícia

Pela primeira vez, a Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo) credenciou especialistas em reprodução assistida. O certificado assegura que esses profissionais estão aptos a trabalharem na área e que têm credibilidade nacional no assunto.   “O certificado é importante tanto para o paciente quanto para os especialistas, pois comprova a séria atuação desses profissionais em reprodução assistida no país”, afirma César Eduardo Fernandes, presidente da federação.   De acordo com a divulgação da entidade, no Rio Grande do Sul, nove profissionais foram credenciados, 15% do total, o que comprova o comprometimento da (...)

ler mais
05.05.2017

Como proteger os joelhos do bebê quando ele começa a engatinhar

Tem bebê que mal aprende a engatinhar e já sai em disparada pela casa inteira, arrastando os joelhos no chão. Como a pele da criança ainda é fina e delicada nessa fase da vida, o ideal é proteger a região do atrito com o solo. Se o seu filho engatinha demais, é preciso tomar algumas medidas para evitar machucados.   Embora existam joelheiras próprias para bebês, os médicos desaconselham seu uso. "Não é bom colocar nada diretamente sobre o joelho da criança, porque pode aumentar demais o grau de flexão e até comprimir os vasos sanguíneos da perna", explica o ortopedista pediátrico Claudio Santilli, (...)

ler mais
03.05.2017

Sono do bebê: 27 mitos e verdades

Quem dera fosse só colocar a criança no berço ou na cama, com hora marcada, para ela embarcar em um sono profundo até o dia seguinte. Para alguns pais sortudos, é simples assim. Para grande parte, no entanto, fazer o filho dormir requer treino, persistência e paciência. Sem falar nas dúvidas que surgem no meio do caminho. Quem nunca se perguntou se deveria acordar o bebê porque estava dormindo demais? Ou quase enlouqueceu, pois ele passou a despertar no meio da madrugada?   O pior é que não há receita pronta para solucionar impasses do gênero, apenas dicas e relatos de experiências bem-sucedidas que podem ser testadas. Cada (...)

ler mais
24.04.2017

Especialista explica riscos de uma gravidez após os 40 anos

É de conhecimento de que à medida que a mulher avança na idade, diminui a chance de gravidez. O que poucos sabem é que a possibilidade de um casal com relações sexuais frequentes conseguir engravidar é de cerca de 20% em um mês. Esse índice, chamado de fecundabilidade, diminui gradativamente após os 35 anos. Para mulheres acima de 43 anos, a chance de uma gravidez natural cai para menos de 5%. Conforme a especialista Rafaella Petracco, do Centro de Medicina Reprodutiva Fertilitat, há duas considerações quanto ao risco de uma gravidez após os 40 anos. “Existe o risco obstétrico. A mulher é mais suscetível a uma série de enfermidades nessa faixa etária, como a (...)

ler mais
10.04.2017

Saiba mais sobre ovulação

A ovulação acontece mensalmente no corpo de uma mulher, porém, muitas vezes, ela não sabe direito quando isso ocorre. Muitas acabam não percebendo os sintomas, mas existe uma série de sinais que predizem o período da ovulação. A ginecologista Adriana Arent explica que o mais chamativo para a mulher é a presença de secreção vaginal como clara de ovo. “Esta secreção é o muco produzido pelo colo uterino. Algumas mulheres dizem sentir dor no baixo ventre nesta mesma época, que também é considerado um sinal ovulatório”, comenta. A partir disso, muitas mulheres que tentam engravidar acabam se deparando com questionamentos (...)

ler mais